Registros de Operações de SPAM

ROKSO - The Register of Known Spam Operations. Todo marketeiro digital que se preze deveria entender o tamanho do problema que isso causa para os seus resultados. Deveriam conhecer também um pouquinho de como funciona o envio de e-mails em todas as suas fases, desde o envio, até a gestão da lista de contatos, criação de conteúdo etc. Conhecer só um pouquinho. Não precisa virar um especialista ou se aprofundar demais no assunto (senão pessoas como eu perderão seus empregos). Acho ainda que, muitos não acreditam o quão sérias são as organizações que combatem práticas de SPAM.

Dito isso tudo aí, a base de dados que citei no inicio desse post é incrível. E nela tem muita informação para quem quer alimentar um sistema antispam. Cheguei a achar pessoas conhecidas do ramo (sim, brasileiras) com as quais já trabalhei em outras oportunidades. Nesse caso fiz alguns ajustes de infraestrutura e apresentei alguns conceitos de ordem técnica. Na ROKSO database é possível encontrar informações assim…

Enviar SPAM é perigoso

 

Bem, acho que pelo menos eu tenho a obrigação de avisá-los caso ainda não saibam do que andam falando sobre eles. Feito isso, vale ressaltar que as organizações de investigação de atividades relacionadas a abuso do ecossistema de e-mails não são de brincadeira. São serias sim e merecem respeito sim. (na verdade a ROKSO é mantida pela Spamhaus que, acredito, ninguém seria louco de não se importar com o trabalho desses caras)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>