…mas é pecado!

O grande pecado do e-mail marketing é ser baseado em um serviço facilmente explorado com práticas ruins  que é o….

…maaas é claro, o próprio e-mail. Pior ainda é a clássica falta de respeito dos marketeiros espertões. Alguns clientes que já tive eram totalmente contra algumas (muito) boas práticas que fazem com que sua lista de contatos seja enriquecida e altamente qualificada (high engagement). Alegam que o resultado dessa “limpeza”, a diminuição óbvia do número de contatos visto a “origem discutível” dessa lista é ruim para os negócios. MAaas é claro!

Five tips to my fellows:

1. Alto lá! Identifique-se! Ninguém confia em quem não conhece! Aprendemos isso desde criancinhas;

2. Seja sincero no opt-out /unsubscribe. Se alguém quer sair da sua lista de contatos, permita que saia. De ainda opção de escolha. Se nada mais deve ser enviado, independente do produto, serviço notícia etc, permita que escolham o que deve ser suspenso ou se TUDO deve ser suspenso;

3. Use double opt in. E monitore a interação da sua lista com as suas campanhas. Se sua lista é “apenas” optin, o trabalho de “garimpo” triplicará o esforço necessário;

4. Atenda a porta quando o ABUSE bater. Sério! Não adianta se fingir de morto;

5. Feedbackloop e headers informando como podem te contatar são essenciais e alguém SEMPRE procura por esses instrumentos.

Se essas premissas básicas não fazem parte do modus operandis da empresa, faltará pouco para ser tornar um spammer profissional.

O mais engraçado é a quantidade de vezes que leio essas mesmas dicas, mas é como o aviso de "lave as mãos após usar o banheiro"... ninguém presta a atenção se não teve educação prévia :\

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>